MEIAS ELÁSTICAS

Princípios e Acção

O conceito de terapia de compressão está num simples e eficiente princípio mecânico: a aplicação de uma peça de roupa elástica ao redor da perna.
Ao aplicar uma compressão gradual no membro – forte no tornozelo e mais amena conforme sobe pelas pernas, as meias medicinais de compressão ajudam o retorno venoso, diminuindo a pressão venosa, prevenindo a estase venosa e o dano às paredes das veias, aliviando com eficiência a dor e a sensação de pernas pesadas.
Este tratamento é prescrito por um medico para tratar flebite, trombose, tratamento após cirurgia de veias e alívio das manifestações de doença venosa crônica (pernas pesadas, varizes, edemas, úlceras de perna, etc.). Também pode ser prescrito para prevenir problemas venosos durante a gravidez e viagens longas.

Indicações e contra-indicações

As contra-indicações são poucas: doenças arteriais obstrutivas periféricas avançadas, insuficiência cardíaca congestiva, flebite séptica, dermatite úmida, neuropatia periférica avançada. Pouquíssimos casos de alergia foram relatados devido a um dos componentes das meias.
As meias elásticas são a forma básica da terapia para pacientes com distúrbios venosos. Em combinação com um estilo de vida saudável, cada vez mais consciente do estado das suas veias, pode retardar a evolução de doenças venosas ou mesmo evitá-las por completo. Ao usá-las notará o aumento do seu bem-estar, o que melhora a sua qualidade de vida.

Apresentações:

AD até ao Joelho, AG até à coxa; AT Collant, AT/U Collant Gravidez, AT/H Collant para Homem, disponíveis com duas alturas diferentes, altura normal e altura curta.

Disponíveis em diferentes classes de compressão:

Classe 1 – compressão ligeira, pressão 15-21mmHg, aconselhável para prevenção no caso de pernas cansadas, pesadas, resultantes de longos períodos de pé e durante a gravidez.

Classe 2 – compressão moderada, pressão 22-32mmHg, aconselhável para veias varicosas pronunciadas, pernas inchadas, após inflamação das veias, após escleroterapia ou cirurgia, no caso de veias varicosas durante a gravidez.

Classe 3 – compressão forte, pressão 33-46mmHg, aconselhável após trombose venosa profunda, inchaço constante das pernas, após úlcera da perna.

Classe 4 – compressão extra-forte, pressão 49mmHg e superior, aconselhável em inchaços muito pronunciados, linfedema.